sexta, 17 novembro 2017 11:45

Chimoio aprimora o atendimento aos munícipes

chimoio atendimento Além de comícios e encontros com lideranças comunitárias, esta em curso a iniciativa denominada (ASA) "Atendimento Sem Audiência” vulgarmente conhecida por ASA, que vem sendo desencadeada pelo Edil de Chimoio visando aproximar os cidadãos na governação e sua familiarização com os planos da autarquia.


Segundo Conde, esta iniciativa iniciou em 2016 e pela avaliação actual, sente que abriu um espaço para o acesso e diálogo directo entre a edilidade e os munícipes, na discussão dos vários problemas locais.
“O ASA foi concebido visando reduzir a excessiva burocracia que tem sido reclamada no atendimento aos munícipes e consiste no deslocamento de toda máquina governativa municipal aos bairros e neles resolver as preocupações das populações, em audiências públicas. A iniciativa inclui a emissão e atri-buição de DUATS aos autarcas interessados”, explicou o Edil.


De acordo com Conde, esta nova metodologia de trabalho tem garantido a vazão das preocupações dos munícipes e, normalmente, nas deslocações efectuadas aos diversos bairros, o Edil faz-se acompanhar por todos os vereadores, bem como pelos gestores de todos os serviços municipais, incluindo funcionários da Secretaria-Geral e respectivos técnicos.


“Como sabemos, nem se-mpre que vocês vão ao Conselho Municipal, encontram lá as pessoas com as quais querem falar, incluindo os vereadores e o próprio Presidente. Então nós decidimos mudar um pouco a posição, ao invés de irem lá, nós viemos ao bairro. Eu estou acompanhado pelos vereadores e alguns técnicos. Todos nós vamos atendê-los de acordo com o assunto que cada um tiver”, disse o Presidente do Conselho Municipal, durante a visita efectuada ao Bairro 7 de Abril.


Na ocasião, alguns dos munícipes que acederam à iniciativa, afirmaram-se satisfeitos por terem encontrado solução imediata para os seus problemas. O exemplo evidente é da munícipe Ofélia Vicente que liderava um grupo de munícipes que clamava pela falta de corrente eléctrica na sua zona residencial, assunto que foi encaminhado e o presidente prometeu solucioná-lo em coordenação com a empresa Electricidade de Moçambique (EDM), dentro da capacidade e dos meios disponíveis.


“Nós não tínhamos com quem conversar sobre este assunto mas com a presença do papá Raúl Conde, hoje ficamos satisfeitos”, disse Ofélia Vicente, munícipe residente residente no bairro 7 de Abril.
De referir que inda no decurso desta deslocação ao Bairro 7 de Abril, o Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Chimoio procedeu ao lançamento da campanha de distribuição massiva de títulos de Direito de Uso e Aproveitamento de Terra (DUATs).